quarta-feira, 29 de maio de 2013

EU SIMPLESMENTE AMO-TE ...

 


"Eu amo-te sem saber como, ou quando, ou a partir de onde.

 

Eu simplesmente amo-te, sem problemas ou orgulho:

 

eu amo-te desta maneira porque não conheço qualquer outra

 

forma de amar sem ser esta, onde não existe

 

 eu ou tu, tão intimamente que a tua mão sobre o meu peito

 

é a minha mão, tão intimamente que

 

 quando adormeço os teus olhos fecham-se."

 

 

Pablo Neruda.

 
 
 


terça-feira, 28 de maio de 2013

SONHAR A REALIDADE ...

 

Agora
que as tuas mãos
já não procuram o meu peito branco
nem os barcos de ternura
navegam nos teus olhos
... todos os pássaros se inquietam no azul do céu
o verde da tua mirada dissolveu-se na madrugada
as flores que nunca me ofereceste
adormeceram inebriadas no silêncio do seu perfume
e as melodias tatuadas na linguagem ausente
repousam agora entre as pétalas das minhas pernas esguias
o vento esse
ficou acorrentado na garganta
como vela solta em mar revolto
como gaivota sem marés nem terra...

 

Mariana Valente.

domingo, 5 de maio de 2013

MÃE ...



 
 

Mãe!

  

Ata as tuas mãos às minhas e dá um nó-cego

muito apertado!

Eu quero ser qualquer coisa da nossa casa.

Como a mesa.

Eu também quero ter um feitio, um feitio que sirva

exactamente para a nossa casa, como a mesa.
 

Mãe!   

 

passa a tua mão pela minha cabeça !

Quando passas a tua mão pela minha cabeça

 é tudo tão verdade !


 


 Almada Negreiros.