domingo, 23 de outubro de 2011

SE TU VIESSES VER-ME...


Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
... A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti...

Florbela Espanca.


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

AH! O AMOR ...


Para meus amigos que estão...SOLTEIROS. O amor é como uma borboleta.
Por mais que tente pegá-la, ela fugirá...
Mas quando menos esperar, ela está ali do seu lado.
O amor pode te fazer feliz, mas as vezes também pode te ferir.
 Mas o amor será especial e apenas quando
você tiver o objetivo de se dar somente a um alguém
que seja realmente valioso.
Por isso, aproveite o tempo livre para escolher.
Amor não é se envolver com a "pessoa perfeita", aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas
qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no
melhor que podemos ser.
Para meus amigos que gostam de...PAQUERAR. Nunca diga "te amo"
se não te interessa ... Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem.
Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração.
Nunca olhe nos olhos de alguém, se não quiser vê-lo derramar
em lágrimas por causa de ti.
A coisa mais cruel que alguém pode fazer épermitir que alguém se apaixone
 por você, quando você não pretende fazer o mesmo.
Para meus amigos...CASADOS. O amor não te faz dizer
"a culpa é", mas te faz dizer "me perdoe".
Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar.
Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores.
A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos;
 mas sim o quanto nesses anos vocês foram bons um para o outro.
Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO. Um coração assim dura
o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.
Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não
permita que ele chore para sempre.
Permita-se rir e conhecer outros corações. Aprenda a viver, aprenda a amar
as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar
os outros, aprenda a viver sua própria vida.
A dor de um coração partido é inevitável, mas o sofrimento é opcional.
E lembre-se: é melhor ver alguém que você ama feliz com outra pessoa, do que
vê-la infeliz ao seu lado.
Para meus amigos que são...INOCENTES.
Ela(e) se apaixonou por ti, e você não teve culpa, é verdade.
Mas pense que poderia ter acontecido com você. Seja sincero, mas não seja duro;
 não alimente esperanças, mas não seja crítico;
você não precisa ser namorado(a), mas pode descobrir
que ela(e) é uma ótima pessoa e pode vir a se tornar uma(um) grande amiga(o).
Prá terminar. Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas
com tamanha intensidade, que
se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata....Um dia descobrimos que
beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Vc não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela.....
Um Dia nós percebemos que as mulheres tem instinto "caçador"
 e faz qualquer homem sofrer...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples......
Um dia percebemos que o comum não nos atrai... Um dia saberemos que ser
classificado como o "bonzinho" não é bom .. . Um dia perceberemos
que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em vc...
Um dia saberemos a importância da frase:
"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas
não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século, esse tempo
todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para
dizer tudo o que tem que ser dito...O jeito é:
ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida, ou
lutar para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Mário Quintana.
 

sábado, 8 de outubro de 2011

O SOL E A LUA ...

"Quando o Sol e a Lua
se encontraram
pela primeira vez
eles apaixonaram-se perdidamente
e a partir daí
comecaram a viver um grande amor.
Acontece que o mundo ainda não existia
e no dia em que Deus resolveu cria-lo
deu ao Sol e a Lua o toque final: O BRILHO!
Ficou tambem decidido
que o Sol iluminaria o dia
e que a Lua iluminaria a noite.
Sendo assim, o Sol e a Lua
seriam obrigados a viverem
separados para sempre.
Abateu-se sobre eles
uma grande tristeza
quando tomaram conhecimento
de que nunca mais se encontrariam.
A Lua foi ficando cada vez mais amargurada
mesmo com o brilho que Deus lhe havia dado
tornando-se cada vez mais solitária.
O Sol, por sua vez havia ganho um título
de nobreza, o de "Astro-Rei", mas isso
tambem não o fez feliz.
Deus então chamou-os e explicou-lhes:
"Vocês não devem ficar tristes, porque agora
ambos possuem um brilho próprio".
"Tu Lua, iluminarás as noites frias e quentes
encantarás os namorados, e serás diversas vezes
motivo de poesias".
"Quanto a ti Sol, sustentarás o titulo de "Astro-Rei"
porque serás o mais importante dos astros
iluminando a terra durante o dia e fornecendo calor
para o ser humano. E a tua simples presenca
fará com que as pessoas sejam mais felizes".
A Lua entristeceu-se muito com o seu terrível destino
e chorou dias a fio... Já o Sol ao vê-la sofrer tanto
decidiu que não poderia deixar-se abater, pois teria
que dar forças à Lua, e ajuda-la a aceitar o que havia
sido decidido por Deus.
No entanto a preocupação do Sol era tão grande
que este resolveu fazer um pedido a Deus.
"Senhor, ajude a Lua por favor. Ela é mais fragil do
que eu e não suportará a solidão ..."
E Deus na sua imensa bondade
resolveu criar as estrelas para fazerem
companhia à Lua.
A Lua sempre que está muito triste
recorre às estrelas que tudo fazem
para a consolar, mas quase nunca conseguem ...
Hoje Sol e Lua vivem assim ... SEPARADOS.
O Sol finge que é feliz...
A Lua não consegue esconder a sua tristeza ...
O Sol ainda arde de paixao pela Lua ...
A Lua ainda vive na escuridao da saudade ...
Dizem que a ordem de Deus era que a Lua
deveria ser sempre cheia e luminosa ...
Mas ela não consegue isso ... Porque ela è
mulher, e uma mulher tem fases ...
Quando feliz consegue ser cheia ...
Mas quando infeliz é minguante e quanto é minguante
nem sequer é possível ver o seu brilho.
Sol e Lua seguem o seu destino ...
Ele solitário mas forte ...
Ela acompanhada pelas estrelas mas fraca ...
Deus decidiu que nenhum amor neste mundo seria
de todo impossivel. Nem mesmo o da Lua e o do Sol.
E foi então que Deus criou o ECLIPSE!
Hoje em dia o Sol e a Lua
vivem à espera desse instante
desses raros momentos que lhes foram concedidos
e que custam tanto a acontecer.
Quando alguem, a partir de agora, olhar para o céu
e vir que o Sol encobriu a Lua, é porque ele se deitou
sobre ela e comecaram a se amar.
E esse acto de amor se chama ECLIPSE.
Importante é lembrar que o brilho do extase deles
nesse acto é tao grande que se aconselha a não olhar
para o céu nesses momentos, porque os olhos podem cegar
de ver tanto amor."
Bem, mas na terra também existe sol e lua...
e portanto existe eclipse....

mas essa era a única parte da história que você já sabia, não era?!


Autor Desconhecido.




DESEJOS VÃOS ...



Eu queria ser o Mar de altivo porte
Que ri e canta, a vastidão imensa!
Eu queria ser a Pedra que não pensa,
A pedra do caminho, rude e forte!

Eu queria ser o Sol, a luz imensa,
O bem do que é humilde e não tem sorte!
Eu queria ser a árvore tosca e densa
Que ri do mundo vão e até a morte!

Mas o Mar também chora de tristeza ...
As árvores também, como quem reza,
Abrem, aos Céus, os braços, como um crente!

E o Sol altivo e forte, ao fim de um dia,
Tem lágrimas de sangue na agonia!
E as Pedras ... essas ... pisa-as toda a gente! ...

Florbela Espanca.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O SOL NAS NOITES E O LUAR NOS DIAS ...



De amor nada mais resta que um Outubro
e quanto mais amada mais desisto:
quanto mais tu me despes mais me cubro
e quanto mais me escondo mais me avisto.

E sei que mais te enleio e te deslumbro
porque se mais me ofusco mais existo.
Por dentro me ilumino, sol oculto,
por fora te ajoelho, corpo místico.

Não me acordes. Estou morta na quermesse
dos teus beijos. Etérea, a minha espécie
nem teus zelos amantes a demovem.

Mas quanto mais em nuvem me desfaço
mais de terra e de fogo é o abraço
com que na carne queres reter-me jovem.


Natália Correia.




terça-feira, 4 de outubro de 2011

SONETO DE FIDELIDADE ...


De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

 Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

 E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

 Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.


Vinícius de Moraes.